Justiça Jovem: segunda temporada – review

Salve, salve, seres humanos, bezouros, aliens e mutantes da terra.
Há pouco tempo eu fiz um post sobre a primeira temporada desse desenho foda que é Justiça Jovem. Agora eu terminei a segunda temporada e é dia e falar dessa segunda temporada.

ATENÇÃO: Eu vou tentar evitar, mas é possível que algum comentário do começo da segunda temporada seja um spoiler pequeno do final da primeira. Mas a chance é pequena. Eu me esforcei bastante.

A segunda temporada começa 5 anos após o término da primeira e a equipe já tem uma série de alterações: Zatanna e Rocket estão na Liga da Justiça agora. Robin (que agora é o Asa Noturna), Superboy e Miss Marte são cotados para entrar para Liga, mas preferem ficar com a antiga equipe. Kid Flash e Artemis estão aposentados. Vários novos recrutas estão na equipe, Moça Maravilha, Batgirl, um novo Robin, Mutano, Bezouro Azul, Abelha, Mal Duncan e Lacustre.

Justiça Jovem
No primeiro episódio Lobo vem à terra para pegar um político americano que na verdade é um alien disfarçado. A equipe começa a investigar e descobrem uma grande invasão alienígena usando Rann como base. Essa revelação é explorada por Gordon Godfrey, um jornalista sensacionalista que quer colocar a população contra a liga. Nos dois episódios seguintes temos A Luz sequestrando pessoas e entregando para alguém e é revelado o que a Liga fez nas 16 horas e eles acabam sendo presos e exilados da terra.

Esse é o cenário. Traições, invasões alienígenas, A Liga da Justiça exilada da terra, Escaravelhos, Mundo Bélico e muita, mas muita, porradaria mesmo.

Como eu disse da outra temporada, o que eu mais gosto desse desenho é a quantidade de personagens que aparecem, muito deles não famosos e pouco conhecidos pelo público civil. Nessa temporada temos: Tigresa, Exterminador, Mongul, L’Ron, Despero, Arsenal, Super Choque, Chefe Apache, Dodge, Impulso, Joel Ciclone, Adam Strange e Lobo dentre outros que eu não me lembro.

A reviravolta do penúltimo episódio, que é resultado de um plot twist muito sensacional, tem um plot twist muito foda mesmo. O último episódio é um pouco caído, mas acho que é por quê a série foi cancelada e a temporada teve que ser encerrada antes da hora.

O que me incomodou um pouco foi o mal uso de alguns nomes de personagem, por exemplo, Mal Duncan, nas hqs é o nome de um herói bosta chamado Vox (Arauto no brasil), e na série ele é um outro herói. E dois personagens que aparecem bem rapidamente são Marvin e Wendy, que nas hqs são irmãos gêmeos e gênios filhos do Calculador, mas na série eles são namorados ou algo assim. Isso me incomodou um pouco.

A segunda temporada mantém a qualidade do traço e a movimentação da primeira com a vantagem de inserir novos personagens, alguns que nem eu conheço, e isso é incrível. O grupo dos Fugitivos é muito legal. O Mutano, o Besouro Azul e o Impulso são muito legais também.




Você deve estranhar que eu não falei do Aqualad. Ele está nessa temporada também. E está mais foda do que nunca.

É isso. Mais uma temporada foda e agora, mais do que nunca eu estou animado para a volta da série com sua terceira temporada.
Se você assistiu à série, comente aí o que achou dessa segunda temporada.
Se não assistiu, assista. Série excelente. E comente aí depois.
Curta a fanpage, siga no twitter.
Um abraço.
E tchal.


Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...