Cerulean (hq brasileira) – resenha

Salve, salve, seres humanos, sereias e axolotes.
Hoje eu quero falar de mais uma hq brasileira. Quero falar da revista Cerulean, da quadrinista e ilustradora brasileira Catharina Baltar.

Cerulean, por Catharina Baltar – resenha

Cerulean

 

A sinopse da revista é bem simples. Cerulean é uma sereia, que tem como companheiro um axolote chamado Ollie, encontra uma mochila de uma pessoa onde tem um par de óculos, chocolates, umas roupas e outras paradas. Ela sai do mar, e começa a entender  e se encantar com o mundo da superfície. Ela faz uma amiga na superfície e tem que se dividir entre a vida dentro e fora d’água até que algo acontece.

Não vou falar muito mais do que isso sobre o roteiro para não dar spoiler.


O que eu achei? A história é curtinha, mas é uma delícia de ler. A Cerulean é um poço de carisma e o Ollie é uma fofura infinita. A história segue interessante e bacana e o final é sensacional.

A arte é TODA EM AQUARELA e é linda. A Mirna e seus gatinhos são o amor pra os fãs dos gatinhos.

 

Em resumo é isso. A história é tão curtinha que se eu falar muito estraga. O roteiro é excelente, fluída e da pra você ler em uma sentada. O desenho é lindo e impecável. Minha única tristeza é que, como dá para ler a revista em uma mãozada só, não consegui usar o marca texto que veio como extra.

As histórias extras são muito legais também.





 

Uma hq maravilhosa. Recomendo muito.

Cerulean foi financiada pelo Catarse e veio com um monte de extras bem legais, mas agora já está a venda e você pode comprar nesse link aqui.

Roteiro, Arte e Cores: Catharina Baltar

Então é isso pessoas. Leiam, comprem e financiem o quadrinho nacional.
Deixe aí seu comentário.
Curta a fanpage, siga no twitter.
Um abraço.
E tchal.

post publicado orginalmente por mim no portal Cultura nerd e geek


Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...