Corrida Maluca #1 – review

Salve, salve, seres corredores bizarros e criaturas estranhas de uma terra apocalíptica

Hoje eu quero falar de uma hq que vem causando certa polêmica nas internets da vida. Muita gente que não leu a revista já está falando mal, então eu resolvi ler e fazer o meu humilde review. Vamos lá.

Corrida Maluca #1

Wacky Race 1 cover

A história começa do lado de fora de um bar chamado de bar apocalipse e já começa jogando uma informação nova na nossa cara, os carros falam. Nas primeiras páginas o Carrão Aerodinâmico de Peter Perfeito, o Carrinho para Frente da Penélope Charmosa e a Máquina do Mal do Dick Vigarista reclamam e falam mal de seus pilotos.

Dentro do bar, o atendente se recusa a atender o Urso Medroso e o Mutley, mas é atacado por ele. O Barão Vermelho conversa com o cara mostrando que é um neo nazista. Um maluco de três pernas e três cabeças da em cima da Penélope Charmosa. A Quadrilha de Morte chega para oferecer ajuda, mas Penélope quebra o cara na porrada. Dick Vigarista reclama e começa um flashback da corrida que acabou de ocorrer.

corrida maluca

corrida maluca disclaimer

 

Depois disso rola um flashback mostrando como a Penélope Charmosa foi convocada para a Corrida Maluca depois de quase morrer afogada em um maremoto na Ilha de Egina.

De volta à corrida, vemos o Dick Vigarista fazendo um plano maligno para convocar as centopeias de areia para acabar com os outros corredores. As centopeias aparecem e zoam o carro da Penélope.

corrida maluca 1 pag14

 

A história fica cortando mostrando cenas dos Corredores Malucos espancando e mutilando transeuntes no Bar apocalypse e cenas dos Corredores e seus carros enfrentando as adversidades das corridas, Centopéias de Areia e mosquitos blindados do mal.

corrida maluca 1 pag16

 

Peter Perfeito tenta salvar a Penélope, mas acaba sendo salvo por ela enquanto rola mais porrada no bar.

Chegamos ao fim da corrida. Dick Vigarista está quase chegando em primeiro, com o Carro Tanque e o Serramóvel na cola. Mas de repente surgem Penélope Charmosa e Peter perfeito montados na Centopéia de Areia passando por todo mundo e ganhando a corrida.

corrida maluca 1 pag22

 

Dick Vigarista faz uma gracinha e Penélope da um soco na cara dele enquanto a Carroça a Vapor do Tio Tomaz faz bullying com ele.

De volta ao bar, os Corredores acabam com as outras pessoas e a voz da Locutora diz que uma nova corrida está prestes a começar. Dick da um tapa na bunda da Penélope e toma outro soco na cara.

Fim da edição principal.

corrida maluca 1 pag24

 

Junto com a edição vem uma mini história contando a origem do Tio Tomaz e do Uso Chorão, mas não vou comentar por que já tem bastante coisa pra comentar até aqui.

O que eu achei? A história como um todo não é boa, tem uns diálogos bem ruins e umas brigas bem qualquer coisa além de umas decisões de roteiro de qualidade beeem duvidosa. Não é uma hq que eu recomendaria de forma geral.

Por outro lado, eu sou muito fã do desenho antigo e achei bem legal essa piração toda (legal, mas ainda assim, tecnicamente ruim). Eu vou continuar lendo pra ver onde isso vai dar, mas não vou por aí defendendo a série não. Vale a dicotomia.

corrida maluca 1 pag15





Sobre os personagens:
0 – Não curti esse Dick Vigarista Jack Sparrow, o Mutley até tá legal, mas é só.
1 – Irmãos Rocha mal apareceram. Não sei opinar.
2 – O Cupê Mal Assombrado parece meio bobo nesse cenário onde todos os outros já são badass para caralho.
3 – O Professor Aéreo também não apareceu muito, mas é muita escrota a cena dele dando uma injeção de sei lá em um figurante.
4 – Barão Vermelho nazista pode funcionar bem como antagonista do bom senso. A máscara dele é legal.
5 – A Penélope Charmosa está bem legal, acho que ela vai ser a grande personagem da série.
6 – Curti muito que a Sargento Bombarda seja uma mulher. Adorei a personagem.
7 – A Quadrilha de Morte funciona bem quando estão de máscara e chapéu, mas aquela cara de abacate velho deles é muito escrota.
8 – Tio Tomaz alcóolatra e Urso Chorão estão bem legais. Acho bacana como resolveram os personagens, mas quero ver mais o carro deles.
9 – Ninguém se importa com o Peter Perfeito.
10 – Curti muito Rufus Lenhador e a Dentes de Serra, eles parecem um casal sadomasô meio do mal. Achei doido. Quero ver mais deles.

Roteiro: Ken Pontac
Arte: Leonardo Manco
Cores: Mariana Sanzone

É isso galera. Em resumo é hq muito mediana, mas conseguiu prender minha curiosidade. Eu vou continuar lendo por que sou um verme.
Leia pelo menos a primeira edição e deixe aí seu comentário.
Curta a fanpage, siga no twitter.
Um abraço.
E tchal.

Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...

  • Alvaro_G

    Qualé a da tradução, velho?! Deixou passar duas vezes “jaquetas” para “jackets” (nome do inseto)? A tradução precisa seria “marimbondos” ou “vespas” mesmo…

    • Não sou eu quem traduzo não. Baixei traduzida mesmo.
      Mas está bem errado mesmo.

      Valew pelo comentário.

  • Mega Mendigo

    Ah, cara. Passei o olho nessa bagaça, e não consegui me focar durante a leitura. Essa “visão diferenciada” da Corrida Maluca, na forma dessa hq de visual massaveio, é bacana, mas como proposta. O foda mesmo é que tudo parece muito exagerado e lugar comum a diversos outros trabalhos (ruins) que já li.

    Resumindo: Achei uma bosta!

    PS: Sou meio suspeito pra falar dessas revisitas e reimaginações que a DC anda fazendo com os personagens Hanna-Barbera, pois a proposta não me agrada nem um pouco. Mas até aí é um lance meio pessoal(e talvez no profissional alguns títulos se safem e “sejem” bons). A exceção a isso é o Future Quest, que comecei a ler recentemente e tô achando ducarai. Mas essa revista crossover meio que corre por fora, e os personagens não são reimaginados: é um transporte fiel(até onde eu li) do mundo dos desenhos para as páginas da hq, sendo assim mantidos os visuais e as características comportamentais dos personagens.