Deadpool e Homem Aranha #1 – review

Salve salve seres humanos retardados da terra.

Apesar de eu não conseguir entender o motivo, eu não posso ignorar tamanho sucesso do Deadpool. Isso é um fato. De repente me vem Marvel lança um crossover dele com seu o personagem mais icônico e adorado, o Homem Aranha. É sucesso garantido.

Se tratando de uma hq que eu não posso evitar, está aqui o meu review.

Deadpool e Homem Aranha #1

Spider-Man-Deadpool-1-Cover-78da4

Antes de começar eu tenho que dar um panorama para quem não conhece o atual estado dos personagens.

Peter Parker criou um grande grupo empresarial chamado, muito criativamente, de Parker Industries. Não satisfeito em ter que dividir sua vida como super herói e sua vida pessoal, agora ele é um diretor de empresas.

Deadpool, por sua vez, faz parte de um dos vários grupos de Vingadores (Fabulosos Vingadores V3) e foi exatamente por isso que o Homem Aranha deixou o grupo (eu não li, mas ele mesmo diz isso.)

Dito isso, vamos à história em si:

A história começa com o Homem Aranha e o Deadpool presos em teia sendo segurados por um demônio boladão de fogo gingante. O problema é que o tal demônio também é falão. São 33 balões de fala nas 3 primeiras páginas.

Depois de muita fala o Deadpool roça o pinto no Aranha e quebra um osso do quadril pra usar como alavanca e se soltar. Eles batem em uns vilões genéricos, mobs do demônio, até que o demônio grandiloquente pergunta por que o Homem Aranha está andando com o Deadpool. E da-lhe flashback.

Spider-Man-Deadpool (2016-) 001-004

 

Homem Aranha está derrotando um de seus muitos vilões buchas, o Homem Hídrico, quando o Deadpool aparece para encher o saco e mostrar sua nova invenção.

Agora o Deadpool tem uma bússola moral, literalmente. Ele tem um aplicativo no celular que aleatoriamente decide como ele deve agir. Ele gira e decide que ele deve perturbar o aranha e eles se teleportam (sim, o Deadpool tem um poder de teleporte que eu não explicar) o lugar onde eles estavam no começo da história, parece um inferno ou algo assim.

Spider-Man-Deadpool (2016-) 001-007

 

Eles derrotam o demonião de um jeito idiota envolvendo cérebros roubados de pessoas mortas e se teletransportam de voltam para Nova York. No meio de um monte de fala sem sentido, o Deadpool “diz” que tudo isso foi uma entrevista e que ele quer contratar o Homem Aranha para alguma coisa impossível de entender.

Eles discutem pra caramba. O Homem Aranha sacaneia o Deadpool e sai fora. Deadpool o persegue e eles acabam tendo que enfrentar o Homem Hídrico de novo.

Eles fazem piadas de cocô e o Homem Aranha joga o Deadpool com várias granadas dentro do monstro. Deadpool perde as pernas e eles tem uma discussão que não leva nada a lugar nenhum. O Homem Aranha ignora e vai embora.

Spider-Man-Deadpool (2016-) 001-017

 

Nas duas últimas páginas é revelado que o demônio era na verdade um ator, contratado pelo próprio Deadpool para testar o Aranha.

Deadpool fica num dilema moral sem sentido nenhum e decide que deve ser “bonzinho” com o Aranha, que pra ele significa matar o patrão dele, o Peter Parker.

Fim da edição.




O que eu achei? Eu não gosto do Deadpool. Acho que ele ser tagarela é um saco. Acho a história sem sentido e com muita fala pra pouca página, mas isso é coisa minha.

Se você não curte o humor do Deadpool e pensa em ler essa revista por causa do Aranha, esquece. Tem coisa melhor do Aranha pra ler. Mas se você curte o Deadpool de outras histórias, ou até mesmo do filme, pode ser que você curta sim. Leia. leia com gosto.

Lembre-se. Eu dizer que não gosto não quer dizer que é ruim.

É bem provável que eu não acompanhe a hq, mas caso você leia, faça o favor de voltar aqui e comentar. Diga o que achou. Acho legal ver opiniões diferentes das minhas.

Roteiro: Joe Kelly
Arte: Ed McGuiness e Mark Morales
Cores: Jason Keith

É isso pessoas. Esse foi meu review de hoje.

Deixe aí seu comentário. Um abraço. E tchal.

post publicado originalmente por mim em Cultura Nerd e Geek




Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...

Pin It on Pinterest