Dossiê Esquadrão Suicida – Magia

Salve salve seres humanos com poderes mágicos da terra.

Esse é o segundo post da série de dossiês dos personagens do Esquadrão Suicida. Hoje falaremos da personagem mais poderosa do time, June Moone, uma das maiores feiticeiras da DC, a Magia.

magia cara delevigne

Dossiê Esquadrão Suicida: Magia

Magia surgiu nos anos 60 em Strange Tales #187 (1966) como uma artista freelancer chamada June Moone, que é convidada para uma festa em um castelo antigo e acaba ganhando poderes mágicos de uma entidade desconhecida. Agora quando June Moone, que é loira, grita “The Enchatress” (“Magia” em português) ela se torna uma feiticeira de cabelos pretos e roupas de bruxa e tem que enfrentar uma presença maligna que está assolando o castelo. É importante lembrar que nesse momento, Magia é uma super heroína.

enchantress

 

Ela aparece em apenas três histórias nos anos 60 e fica na geladeira até os anos 80 onde aparece em duas edições de uma história da Supergirl em um grupo de super heroínas chamado de Power Squad.

 

Power Squad

 

Em 1985 ela reaparece em uma história do Superman (DC apresenta #77 e 78) onde aparecem o grupo dos Heróis Esquecidos e os Vilões Esquecidos. Nessa história ela já aparece como uma vilã, enlouquecida sem nenhum motivo explicado.

 

Forgotten_Villains_01

 

Em Crise nas Infinitas Terras ela continua como vilã e depois da reformulação do Universo DC ela rapidamente é inserida no Força Tarefa X, liderada por Rick Flag. Essa é uma das melhores fases da personagem. Nesse período do Esquadrão Suicida ela é, de fato, o personagem mais poderosa do grupo, porém com características interessantes. Magia é poderosa, louca e incontrolável, e a equipe sempre carrega June Moone para as missões para o caso de precisarem dela, mas tentam evitar que isso aconteça por que quando ela se transforma o bicho pega.

Fazendo uma referência óbvia, ela é um Hulk mágico.

 

Repare quem está na mira.

Repare quem está na mira.

A personagem fica aprisionada por 11 anos sendo libertada na minissérie Dia de Julgamento (1999). Depois faz uma participação pequena em Batismo Negro (2001), mas só volta a ter um papel realmente importante em Dia de Vingança (2005).

Nessa minissérie, que é prelúdio para a Crise Infinita, o Espectro, a entidade da vingança, enlouquece e decide acabar com a magia do mundo.
Um grupo de magos conhecido como o Pacto das Sombras, composto por, Magia, Retalho, Senhor da Noite, Sombra da Noite, Detetive Chimp, Demônio Azul e Alice Sombria, se une para enfrentar a morte certa contra o Espectro.
O Pacto das Sombras consegue triunfar quando Magia faz um link mágico entre todos os feiticeiros do mundo dando poder para que o Capitão Marvel enfrente o Espectro.

 

dia de vingança
Depois da Crise Infinita, o Pacto das Sombras se consolida e ganha uma série própria que durou 25 edições (2006 a 2008) onde a equipe enfrenta ameaças mágicas em geral. A personagem tem papel principal na saga por ser a feiticeira da equipe, dando cacete em personagens mágicos que ninguém se lembra como por exemplo o Dr. Gotham, salvando personagens de menor importância, como o Senhor da Noite, e chegando a ter uma aprendiz chamada Laura.

Depois do cancelamento da revista do Pacto, ela fez apenas pequenas aparições em mega sagas da DC até o reboot em 2011, onde tem um papel importante na saga Flashpoint.

enchantress shadow pact magia

Nos novos 52 a personagem surge como a primeira vilã da Liga da Justiça Dark (a Liga da Justiça mágica liderada pelo Constantine). No final do arco ela é fundida novamente à humana June Moone, voltando a ter controle e deixando de ser uma vilã bruxa insana. Mas não se torna uma heroína.

June Moone fugindo de sua contraparte mágica do mal, Magia.

June Moone fugindo de sua contraparte mágica do mal, Magia.

Concluindo: Magia foi heroína por algum tempo e já foi uma vilã perigosíssima. Ela é uma personagem excelente e complexa, mas seus poderes são tão mal explicados e variáveis que poucos autores se atrevem a colocá-la nas histórias.

No cinema ela vai ser interpretada pela linda e maravilhosa Cara Delevigne. Por algum motivo inexplicável, nos trailers ela parece a Samara que saiu de uma privada. Acredito que ela vá ter um papel similar ao que teve no Esquadrão dos anos 80, pirando em algum momento e colocando o time em perigo.




Se quiser conhecer mais da personagem leia Dia de Vingança e/ou Pacto das Sombras. Passe longe de Liga da Justiça Dark. É bem ruim.

É isso galera. Semana que vem teremos mais um personagem.
Um abraço.
E tchau.

Para mais “Dossiês Esquadrão Suicida” clique nos links abaixo:

Rick Flag: http://www.gancarteek.com/2016/04/resenha-dossie-esquadrao-suicida-rick.html

post publicado originalmente por mim em Gancarteek.com




Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...