Nightwing #1: Melhor que o Batman – review

Salve, salve, seres humanos porradeiros da terra.

Depois de falar do Batman, da Batgirl e até das Aves de Rapina, é hora de falar dele, o queridão da galera. É hora de falar do Dick, aquele viadinho.

Asa Noturna #1

nightwing1finalcovercolor

 

A história começa com um prólogo mostrando uma cena na Romênia, onde uma velha bizarra e seu amigo/lacaio zumbi encontram uma caixa com moedas de ouro e são atacados por um cara estranho com garras douradas e frases filosóficas.

Logo depois, começa a história,  mostrando um show de trapezistas e uma tentativa de assassinato de uma mulher por um dos homens do Kali Yuga, o culto do Kobra. Dick Grayson chega para salvar e mete uma bica salvando a moça. Então ele se aproxima da moça e fala uma coisinha para ela.

nightwing-1-pag-7

 

O Parlamento das Corujas é um grupo secreto de caras super ricos que querem fazer várias paradas do mal e são antagonistas do Batman. Essa página onde o Grayson manda uma dessa deveria ser tão bombástica quanto o Capitão América falando “Hail Hydra”, mas não chega a tanto por três motivos: 1) Ninguém se importa tanto assim com o Dick Grayson; 2) A revelação é desconstruída ainda na mesma revista e 3) O Parlamento das Corujas não é nazista.

Continuando: Asa Noturna faz uma narração falando que está de treta fingindo trabalhar para a Corte das Corujas, mas é agente duplo. Ele vai encontrar o conselho da Corte.

O Asa Noturna leva uma comida de rabo e um esporro de uma das líderes da Corte, por manter sua conduta heroica mesmo trabalhando para a Corte. Ela diz que ele deve aceitar um tal de Raptor como parceiro, ele vai ensiná-lo a ser boladão do mal de verdade. Dick fica puto e manda todo mundo se ferrar.

 

nightwing-1-pag-10

 

Dick vai visitar o Batman, da uma trollada no treinamento do Damian e pede a opinião do Batman. O Batman da um esporro nele, dizendo que ele já é foda o suficiente e tem que parar de ficar pedindo opinião.

Depois disso o Dick vai conversar com a Batgirl, e eles têm uma mini DR e a Bárbara fica levemente preocupada por ele estar voltando para os trabalhos secretos sozinho e essas coisas. A conversa dele é interrompida por um alerta de vilão.

batgirl2

 

Finalmente em Moscow, Dick ameaça um velho, espanca uma galera e quando acha que está de boa até que o Raptor aparece. Ele diz que o Asa Noturna é descuidado e muito convencido.

Dick fala que trabalha sozinho e dispensa o cara que fica boladão e ataca ele. Eles começam uma porradaria enquanto o o Raptor fica enchendo o saco falando que o Asa Noturna é fraco e fica pensando em mulher e blablabla e da uma coça no Asa Notura.

“Você precisa de um novo parceiro. Um mentor melhor…”

nightwing-1-pag-22





Fim da Edição.
 

O que eu achei? Bom. O Asa Noturna é um baita personagem e funciona bem por ser muito técnico sem ser babacão como o Batman. Essa coisa de ele ser agente duplo aproveita a fase dele como agente da Spiral e deixa a história dele bem própria e não uma história de um Batman da série b. Os diálogos (que eu passei batido) são bem escritos, a arte é legal e a narrativa funciona bem. No geral é uma história bem competente. Devo continuar lendo.

Não gostei muito do vilão, mas ainda não tivemos tempo suficiente para vê-lo em ação.

Roteiro: Tim Silley
Arte: Javier Fernandez
Cores: Chris Sotomaior

É isso galera. Se você gosta da Batfamília leia também o review de Batman#1, Batgirl #1 e Batgirl e as Aves de Rapina #1, tudo isso aqui no portal.

Deixe aí seu comentário.
Curta a fanpage, siga no twitter.
Um abraço.
E tchal.

post publicado originalmente por mim no portal Cultura Nerd e Geek

 

Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...

Pin It on Pinterest