X-Men Gold #1 – review

Salve, salve, seres humanos e mutantes da terra.

Semana passada eu fiz o review da X-Men Prime, revista que da start na nova fase dos X-Men chamada Ressurrxion. Leia aqui. Essa semana saiu a primeira edição de X-Men Gold, a revista do grupo da Kitty Pride, e vai ter review. Vamos lá.

X-MEN GOLD #1 – review

A história começa com Lydia Lance, que é diretora de algo chamado Iniciativa Herança, falando em um programa de tv que os mutantes são um perigo e que “Minha organização está determinada a proteger o mundo. Custe o que custar.”

Enquanto isso a equipe de X-Men da Kitty Pride, que inclui, Kitty Pride, Logan, Colossus, Noturno, Tempestade e a Prestígio, estão enfrentando Terrax no centro da cidade.


Kitty
lidera a equipe. Prestígio e Tempestade atacam o vilão enquanto Colossus segura um prédio que está para cair. Wolverine salta para atacar o vilão. Noturno teletransporta as pessoas que estão dentro do prédio e a própria Kitty deixa o prédio intangível para que ele não destrua nada na queda.

Depois de derrotarem Terrax, evitar a destruição da cidade e não deixar ninguém morrer, os X-Men são hostilizados pelas pessoas da cidade. Kitty faz um discurso e eles vão embora.


De volta ao instituto, que agora fica no Central Park, temos uma cena da galerinha jogando Softball enquanto a Kitty e o Logan conversam. Essa parte tem diálogos interessantes, mas não vou ficar descrevendo.

Nesse momento chega um funcionário público do Registro Municipal pedindo para que a Kitty assine uns documentos. Ela diz que já assinou várias paradas já que agora a Mansão está no Central Park, mas ele diz que é só a nota fiscal para o pagamento da concessão e do espaço que eles estão utilizando no Central Park. 18 milhões de dólares.


Tempestade tem uma conversa com o Noturno onde eles falam sobre a Tempestade ter pensado em sair dos X-Men por conta da batalha entre os X Men e os Inumanos. Na sala de Perigo Prestígio treina com os novatos e conta por que mudou de codinome e não resolveu se chamar nem de Fênix e nem de Garota Marvel.

Temos uma cena da Kitty, agora diretora, na antiga sala do Professor Xavier reclamando da vida quando Colossus chega para conversar, rola um climão, já que eles são ex-namorados, mas a cidade é atacada salvando a situação.

A Sede das Nações Unidas está sendo atacada. Os X-Men partem para lá e encontram os primeiros vilões dessa nova fase: A nova Irmandade de Mutantes.






Fim da Edição.

O que eu achei? Gostei da Kitty Pride liderando. Gostei do Logan menos raivoso e com um estilo mais “paizão cansado”. Não gostei da Tempestade voltar ao visual antigo. Não gostei do Colossus ficar sem barba. A Prestígio eu continuo não sabendo quem é exatamente.

No geral o texto da revista está bem legal e a arte também. Acho que pode valer a pena para quem quer voltar a ler os X-Men.


Roteiro: Marc Guggenheim
Arte: Ardian Syaf com Arte Final de Jay Leinstein
Cores: Frank Martin

Então é isso. É uma hq legal que não tem nada demais, mas funciona como #1 de uma nova série.
Leia. Deixe aí seu comentário.
Curta a fanpage, siga no twitter.
Compartilhe esse post.
Um abraço.
E tchal.


Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...

Pin It on Pinterest