SEAM, humanos sintéticos tentando sobreviver – curta metragem

Salve, salve, seres humanos, máquinas, e humanos artificiais da terra.
Seria esse o ano dos curtas de Ficção? Além dos curtas da Oats Studios, várias outros curtas de ficção têm surgido e, em geral, tudo muito bom. Esses dias eu esbarrei com esse filme que se chama SEAM e o que eu posso dizer é que eu estou surpreso.

 

SEAM

 

Em um futuro não muito distante, existe uma trégua entre os seres humanos e algumas máquinas humanoides. Quando uma dessas pessoas-máquina explode em Hong Kong, o cerco se fecha contra essas pessoas que são máquinas. Uma moça tenta fugir para SEAM, uma região de fronteira onde as máquinas têm seu próprio território.

É um curta de 20 minutos, mas é bem interessante.

Assiste aí:

 




 

Eu gostei muito da ideia como um todo. Me lembra X-Men. Digo isso por quê é bem esquecível que a menina bonita lá é uma pessoa máquina, ou seja lá o que ela é. Me lembra da perseguição que os mutantes sofrem.

Outro ponto interessante é relação duvidosa entre causa e efeito que é uma questão filosófica que é sempre complexa. Os caras do exército, cheio de armas e naves e a porra toda, perseguem uma pessoa perigosa. Por outro lado, me parece, que as pessoas só explodem quando ficam estressadas, o que deixa a pergunta: Ela seria perigosa se não tivesse ninguém atrás dela? Fica o questionamento.

 

 

Seam é um curta, mas o objetivo é que vire um longa metragem. Ele é dirigido pelos irmãos Dassani. A Ayana é interpretada pela Rakeen Saad, e o Yusef pelo Khaled Al Gwairi.

Conheça o site do projeto. Tem várias paradas legais lá, inclusive como os efeitos foram feitos.

Então é isso. Curta legal. Gostei mesmo.
E você? O que achou?
Deixe sua opinião aí nos comentários.
Curta a fanpage, siga no twitter e no instagram.
Compartilhe esse post.
Um abraço.
E tchal.

via io9


Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...

Pin It on Pinterest