Ravena #1 – review

Salve, salve, seres humaninhas góticas filhas do demônio.

Hoje eu quero falar de uma personagem que muita gente gosta, mas que, até hoje, não teve uma revista própria. Eu estou falando da Ravena.

raven

 

Eu não estava acompanhando a série dos Titãs antes dessa, então não sei dizer o que aconteceu com a personagem antes dessa série. Se você não sabe nada do que está acontecendo e vai chegar cru para ler essa revista, então vem comigo. Vamos juntos.

A história começa com as frases “Meu amigo Tim Drake está morto. E o resto dos meus amigos seguiu seu próprio caminho “. Parece que é o fim dos Titãs. Ela conta que não sabe muito do seu passado e que ela precisa descobrir isso.

Ela segue narrando e conta que sua mãe, Arella, contou que fugiu de casa quando era criança, e agora ela vai morar com sua tia Alice.

raven-1-pag-3

Ela passa um dia com a família da tia, uma família cristã e feliz que reza na hora do jantar.

Durante a noite, menina Ravena um pesadelo com seus meio irmãos meio demônios do mal que ficam enchendo o saco falando que Trigon vai vencer e blablabla. Ela acorda gritando, mas família nova e gente fina e não liga.

O dia seguinte é dia de escola:

ravena-1-pag-6

 

Ela passa pelo pessoal da escola que fica comentando coisas enquanto ela fica desconfortável com as pessoas olhando para ela e essas coisas que acontecem em séries de adolescentes em escolas (as falas são muito mais interessantes do que eu estou descrevendo. É que eu não vou ficar entrando em detalhes aqui.).

De repente ela passa mal e vomita numa lixeira da escola, enquanto umas meninas patricinhas-clássicas ficam zuando ela. Ravena usa seus poderes para fazer que as meninas vejam seus piores medos:

 

ravena-1-pag-8

 

Ravena segue para aula e comenta, na narração, que seu nome civil é Rachel Roth e que a Poderosa criou uma história de diva para ela. Depois da aula um grupo de alunos aleatórios começam a conversar e querer ser amigos dela, sem nenhum motivo aparente.

Eles trocam algumas palavras e a dor que ela havia sentido anteriormente volta. Ela percebe uma garota com uma aura de magia e um de seus novos amigos começa a sentir muita dor. Ravena ajuda o garoto, mas a garota misteriosa com a aura de vilã do mal desaparece.

 

ravena-1-pag-13

 

Os novos amigos da Ravena chamam ela para sair, mas ela da uma desculpa e começa a perseguir a garota mágica sinistra pela escola. Enquanto isso um morador de rua encontra uma luz estranha e o amigo que estava no hospital acorda locão com olhos brilhantes.

Ravena consegue alcançar a garota, mas as coisas não dão muito certo.

 

ravena-1-pag-15

 

As últimas páginas são uma doideira sem muito sentido e mostra a menina do mal encontrando um globo de luz e um brinquedo de circo, um cara em uma montanha russa. Essas coisas parecem aquelas visões que são premonitórias e vão fazer muito sentido quando soubermos o que vai acontecer.

Ravena acorda e percebemos que essas cenas nonsense são mais pesadelos. Ela sente muita dor enquanto um pássaro de luz sai do corpo dela.

Fim da Edição

 

ravena-1-pag-18




O que eu achei? Eu já reclamei bastante aqui de problemas de ritmo de algumas revistas, mas dessa vez eu não posso fazer isso. A edição tem 21 páginas e acontece MUITA COISA. A Ravena é uma personagem excelente e a história é bem construída. Eu passei por cima dos diálogos, mas eles são bem escritos e não têm muita enrolação o que é um mérito por si só.

Eu gostei também do grupinho que conversou com ela. Eles podem ser bem interessantes se forem trabalhados nas edições seguintes.

Resumindo: É uma hq interessante sobre uma personagem muito legal. Já me cativou. Recomendo.

Roteiro: Marv Wolfman
Arte: Alisson Borges
Cores: Blond

É isso aí galera.
Leia a revista. Comente aí.
Curta a fanpage, siga no twitter.
Um abraço.
E tchal.


Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...

Pin It on Pinterest