Fight Club 2 #1 – review

Salve, salve, gente insana com dupla personalidade.

Depois de terminar de ler o livro da nossa amiga Karen Soarele, eu resolvi ler algo mais pesado e estou lendo um livro do menino Chuck Palahniuk, o autor de Clube da Luta e de Tripas. Por isso, nesse momento, eu resolvi escrever o review de uma hq, sobre a qual eu estava enrolando para falar.

Clube da Luta vol 2 #1 – review

 

 

A história da hq se passa após a história do filme e o roteiro é do próprio Chuck Palahniuk, não precisa ter medo.

A história começa narrando a nova vida de Sebastian (o atual nome do narrador) e como sua vida mudou depois dos acontecimentos do filme. Ele está casado com a Marla e eles têm um filho. O filho dele sabe fazer explosivos com coisas simples. Marla sai todas as noites e a babá não sabe onde ela vai.

 

 

Marla voltou a frequentar grupos. Dessa vez ela vai em um grupo de Progeria, envelhecimento precoce. que obviamente ela não tem. Ela narra como o marido dela é um chato e que como ele era fodão quando era o Tyler e coisas do gênero.

O narrador chega lá enquanto ela ainda está falando.

 

 

Ela fala sobre a o surto psicótico dele e que ele enlouqueceu. Fala do filho e de como o casamento dela está prestes a acabar. Ele vai embora e ela conta que substituiu as pílulas dele por aspirina. “Eu quero aquele louco por quem me apaixonei”

O Narrador vai para o bar e dá uma pirada louca enquanto bebe um copo d’água. Ele chega em casa, mas antes mostra a Marla colocando açucar em uma pílula. Mostra mais um pouco da vida comum dele fazendo trampos de casa. O cachorro do vizinho cagou no quintal deles e o Narrador briga com ele.

 

 

Eles transam. No dia seguinte, no trabalho, o Narrador liga para o psicólogo e marca uma consulta.

Ao contrário do que eu faço nos outros reviews, nessa edição eu não vou até o final. O que eu posso dizer é que a reviravolta e as últimas páginas dessa edição são muito legais. Vocês precisam ler.

 






O que eu achei? Algumas revistas tem ações muito simples e uma história simples que eu consigo ir falando aqui de boa. Clube da Luta 2, não é uma dessas. O Chuck Palahniuk é um puta escritor de narrativas e de diálogos e tudo que eu disse aqui não chega nem perto de resumir a qualidade dos diálogos e da narrativa da hq. É uma revista excelente, confusa pra cacete e cheia de sexo, drogas e explosões. Tem como dar errado?

Baita hq. Obrigatória para os fãs do filme e/ou do livro. Recomendo muito. Leiam.

 

 

Roteiro: Chuck Palahniuk
Arte: Cameron Stewart
Cores: Dave Stewart

É isso galera. Leiam a hq que é foda.
Comentem aí.
Curta a fanpage, siga no twitter.
Um abraço.
E tchal.

Post publicado originalmente por mim no Portal Cultura Nerd e Geek

Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...

Pin It on Pinterest