Hera Venenosa, Ciclo de Vida e Morte #1 – review

Post lançado anteriormente em Cultura Nerd e Geek:

Salve salve seres humanos e plantas da terra.

Já fazia um tempo que eu não escrevia reviews e isso já estava me incomodando. Pois bem, estamos de volta com Hera Venenosa, Ciclo de Vida e Morte #1:

Poison_Ivy_Cycle_of_Life_and_Death_Vol_1_1

 

A história começa mostrando a doutora Pamela Isley, a Hera Venenosa, na África indo conhecer uma planta que vive no deserto e parece ser de uma espécia rara e longeva que pode ter cerca de 2000 anos, o fóssil vivo Welwitschia Mirabilis. Quando chegam lá, ela e o guia, são abordados por milicianos(?) armados que controlam a região, mas acabam mortos pela Hera Venenosa que continua sendo sinistra.

 

Poison Ivy - Cycle of Life and Death (2016-) 001-006 cópia cópia

De volta a Gotham, a planta chega ao Jardim Botânico dias depois, no mesmo dia em que uma turma da Academia Gotham (nome de uma escola e de uma hq que eu venho ignorando fortemente) para uma visita escolar.

Rolam algumas páginas meio aula de biologia onde Pâmela Isley mostra que, além de vilã maluca, é uma cientista competente e genial. Até que chega, ninguém mais, ninguém menos, que Harley Quinn, a maluca que todos amam.

Poison Ivy - Cycle of Life and Death (2016-) 001-010 cópia cópia

 

Resumindo bem, a Harley Quinn está boladinha por que a Hera Venenosa está muito ocupada pra ela.
Elas saem para beber e têm uma leve D.R até que decidem bater em uns motoqueiros que estão incomodando uma garçonete.

Durante e depois da porradeiro a D.R continua até que Hera Venenosa, que parece mais fria do que eu me lembrava, apela citando um certo alguém.

 

Poison Ivy - Cycle of Life and Death (2016-) 001-016 cópia cópia

Seguindo pro fim da revista, Pâmela volta pra casa na chuva enquanto repensa sua vida e em como os seres humanos são confusos. Eu não sei como é essa Hera Venenosa pós-FlashPoint, mas parece que ela está perdendo a ligação com sua humanidade, que é basicamente a linha guia da minissérie.

Enfim a história acaba quando ela percebe que suas plantas cresceram bastante e corre para o laboratório para contar para Luisa (sua chefe/amiga) e a encontra morta, o que da o start no mistério da minissérie.

Poison Ivy - Cycle of Life and Death (2016-) 001-022 cópia cópia

Fim!





O que eu achei? Vou dividir minha análise em duas partes. O roteiro tem um probleminha de ritmo, mas não chega a incomodar. O roteiro é claramente feminista, quase panfletário. Os conflitos são sempre com homens que estão abusando de suas posições de poder e as personagens femininas são muito fortes, em especial a própria Hera Venenosa que sempre foi sensacional. Eu adoro esse tipo de coisa, mas pode causar estranheza quem nunca leu/estudou nada sobre feminismo.

Já o desenho me incomoda um pouco. O desenhista, o Clay Mann da muita ênfase em desenhar as mulheres muito gostosas. Eu poderia achar que é só um vacilo que o cara vai desenhando assim por costume mesmo, mas ele da muita preferência em desenhar as mulheres em contra-plongée, o que da bastante foco nas belas pernas das personagens. Incomoda um pouquinho.

 

Poison Ivy - Cycle of Life and Death (2016-) 001-004 cópia cópia

 

Resumindo. Acontece pouca coisa, mas a história tem um cliffhanger legal. Eu daria continuidade na leitura mesmo que fosse uma série longa. Sendo uma minissérie de 6 edições ainda, vale muito à pena a leitura.

É isso galera. HQ muito bacana, a Mulher Gato vai aparecer na 3º edição, então vale muito a pena.

Roteiro: Amy Chu
Arte: Clay Mann e Seth Mann
Cores: Ulisses Arriola

Leiam e voltem aqui para comentar. Quero saber a opinião de vocês;

Um abraço e tchal.

via Cultura Nerd e Geek




Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...