Home – curta de ficção científica sobre a volta pra casa

Salve, salve, seres humanos da terra e, quem sabe, criaturas do espaço.

Mais um dia e mais um post com um curta metragem. Por que eu faço posts de curta e quase não faço resenhas de filmes? Por três motivos: 1) É mais rápido assistir um curta do que um longa; 2) Posso colocar o curta no corpo do post; e 3) Posso exigir que você, leitor/assistidor, assista ao curta antes de ler meus comentários dispensáveis.

E por que eu estou explicando isso? Não faço ideia. O curta de hoje é o Home.

home scifi short movie

O curta mostra uma garota tentando fazer um “ritual”, que é científico, mas parece magia, por um motivo meio obscuro. Enquanto isso seu marido descobre o que ela está planejando e tenta impedi-la.

Eu estou sendo vago por que não quero dar spoilers. Assiste o curta aí. E liga a legenda que facilita bastante:





Eu gostei bastante do curta. A atriz principal, Melanie Merkosky, consegue fazer uma cara de maluca doida muito bem e consegue te passar a convicção e a dúvida ao mesmo tempo.

Acho que o final podia ter ficado mais em aberto, deixando o espectador com a pulga atrás da orelha, mas isso tem mais a ver com meus gostos pessoais do que com uma crítica de fato.

Uma crítica, agora sim, é que eu achei um pouco longo. A parte dela fazendo desenhos e cálculos geométricos bem lokos podia ser diminuído um pouco. A quantidade de coisas que acontece em 10 minutos é pouca. Acho que dava pra resolver em 7 minutos, talvez 8.

Home é escrito e dirigido por Blake Calhourn e saiu pela Loud Pictures. Visite o canal dos caras no youtube. Tem várias paradas.

Se você gosta de curtas com uma pegada de ficção científica, veja também esses outros posts:
Symmetropia – medo de simetrias
Stranger Beasts – realidade virtual
Power Hungry – eletricidade e sobrevivência
Voyager – futuro e passado
Rise – inteligência artificial e revolta

Então é isso. Curta bem legal. Gostei muito.
E você? O que achou?
Deixe aí seu comentário.
Curta a fanpage, siga no twitter e no instagram.
Compartilhe esse post.
Um abraço.
E tchal.

via io9


Vulto

Desprezível.

Você pode gostar...